Informação Profissional

Potenciar a corrida. Proteger o corpo.

Conheça os estudos científicos, os artigos e testemunhos de profissionais da Medicina e do Desporto, incluindo Atletas, que demonstram as vantagens da utilização de meias de compressão na Corrida e outros Desportos.

O que os dizem os Médicos

Artigos e opiniões de profissionais (Médicos especialistas em Cirurgia Vascular e Angiologia) sobre os benefícios cientificamente comprovados das meias de compressão graduada

"O conceito de terapia de compressão baseia-se num simples e eficiente princípio mecânico: a aplicação de um tecido elástico à volta da perna. Ao envolver a perna com compressão graduada - mais forte no tornozelo e diminuindo ao longo da perna - a meia de compressão ajuda ao retorno venoso, diminuindo a pressão venosa, prevenindo a estase venosa e a deterioração das paredes das veias e eficientemente alivia as pernas cansadas e pesadas, ao ajudar o corpo a mover o sangue contra a força da gravidade (...). Se não existirem contraindicações como insuficiência arterial grave, então as meias de compressão de menor graduação podem ser adquiridas sem receita médica."

Tradução do artigo “Compression therapy principles”,
http://www.sigvaris.com/en/scientific-corner/compression-therapy-principles

"As recomendações da Conferência de Consenso Internacional sobre a Terapia de Compressão, publicadas em 2004, claramente definiram o uso de meias de compressão para fins médicos. Estas recomendações reviram a literatura sobre o assunto e validaram sua eficiência para várias indicações: Insuficiência venosa crónica, varizes, edema, trombose venosa profunda e perturbação trófica com úlceras venosas são alguns deles."​

Tradução do artigo “Compression Therapy – International consensus documents guidelines according to scientific evidence” - – F.Vin, JP Benigni, International Angiology, 2004.

O que os dizem os profissionais de Medicina Desportiva

Estudos, artigos e opiniões de Médicos especialistas em Medicina Desportiva, Fisiatras e Fisioterapeutas sobre os benefícios da utilização de meias de compressão na prática de atividades desportivas

"Onze corredores masculinos altamente treinados participaram em três corridas de trilho (trail) simuladas (...). O efeito de usar MC (meias de compressão) durante a corrida ou durante a recuperação foi testado e comparado com uma condição de controle (ou seja, a corrida e a recuperação com e sem MC). Indicadores de função muscular, fadiga muscular (creatina quinase; CK), inflamação (interleucina-6; IL-6), e dor muscular percebida foram gravadas no início (1 h antes do aquecimento) e 1, 24 e 48 h após a corrida.


A dor muscular percebida foi provavelmente menor quando os participantes usavam MC durante a corrida em trilho, por comparação com a condição de controle (1 h pós-corrida, 82% de probabilidade; 24 h pós-corrida, 80% de probabilidade). Um efeito provável ou possivelmente benéfico de usar MC durante a corrida foi também encontrado para o pico máximo de força 1 h pós-corrida (70% de probabilidade) e 24 h pós-corrida (60% de probabilidade) e durante todo o período de recuperação no salto com contra movimento, em comparação com a não utilização de MC (...). CONCLUSÃO: Usar MC durante corridas em trilho simuladas altera significativamente a perceção de dor e da função muscular da perna. Estes benefícios são visíveis logo após o início do período de recuperação."​

Tradução do artigo “Effect of Wearing Compression Stockings on Recovery After Mild Exercise-Induced Muscle Damage”, International Journal of Sports Physiology & Performance, 2014 Mar;9(2):256-64
Autores: Bieuzen F, Brisswalter J, Easthope C, Vercruyssen F, Bernard T, Hausswirth C.

"62 corredores competitivos que participam regularmente em provas de resistência voluntariaram-se para este estudo. Seguindo medidas padrão, os corredores completaram uma corrida de estrada de 56 km e foram acompanhados durante 3 dias consecutivos após a corrida (...). CONCLUSÃO: os resultados sugerem que a utilização de meias de compressão graduada, durante o exercício prolongado pode acelerar a recuperação após a corrida através da diminuição do dano muscular do corpo."​

Tradução do artigo “The Effectiveness Of Compression Socks To Minimize Skeletal Muscle Damage During And After An Ultra-Marathon”, Journal: Medicine and Science in Sports and Exercise, vol. 42, 2010
Autores: Karen E. Welman, Elmarie Terblanche

“Usando um projeto de estudo dentro do grupo, 21 atletas moderadamente treinados (39,3 + /-10,9 anos) sem problemas nas pernas foram aleatoriamente escolhidos para realizar um teste de corrida em tapete rolante por etapas até ao seu limite máximo voluntário com e sem meias de compressão abaixo do joelho. O segundo teste em tapete rolante foi concluído no prazo de 10 dias de recuperação (...). O desempenho em corrida até ao limiar anaeróbio (lactato mínimo + 1,5 mmolxL) (14.11 vs 13.90 kmxh, ES: 0.22) e limiar aeróbio (lactato mínimo + 0.5 mmolxL) (13,02 vs 12.74 kmxh, ES: 0,28) foi significativamente maior com a utilização de meias de compressão. Portanto, a compressão constante da área dos músculos gémeos melhoraram significativamente a performance da corrida em diferentes limiares metabólicos (...)."​

Tradução do article “Effect of compression stockings on running performance in men runners”, Journal of Strength and Conditioning Research, 2009 Jan;23(1):101-5.
Autores: Kemmler W, von Stengel S, Köckritz C, Mayhew J, Wassermann A, Zapf J.

O que dizem os profissionais de Desporto

Artigos, opiniões e testemunhos de profissionais (Atletas,Treinadores, Professores e Fabricantes) sobre a utilização de meias de compressão na prática de atividades desportivas, sobretudo em Corrida 

"Apenas a minha opinião, mas para a maioria dos corredores de distância eu acho que o mais provável benefício seria a redução da dor ou de problemas musculares, mais até do que a melhoria da circulação do sangue. Para a maratona e provas de longa distância, qualquer problema muscular pode interferir com a contração muscular ou a quantidade de fibras recrutáveis, limitando assim o desempenho. Além disso, com os músculos inferiores da perna em particular, os problemas musculares podem limitar a utilização da energia elástica e encurtar o ciclo de estiramento. Todos nós já sentimos o efeito de um corrida de 10Km com ténis de atletismo e o que isso faz aos nossos músculos. Se este dano puder ser limitado durante a corrida ou mesmo após o treino, então a performance ou pelo menos a nossa recuperação da corrida ou treino pode ser melhorado."

Tradução do artigo “Compression Socks”, www.scienceofrunning.com, July 2010 
Autor: Steve Magness – Treinador de Cross Country na Universidade de Houston, EUA. Treinador de corredores profissionais. Autor do livro “Science of Running”.

“Tenho vindo a recomendar frequentemente aos meus clientes a utilização de meias de compressão para a prática de exercício físico, principalmente quando falamos numa prática em que envolve um recurso considerável aos membros inferiores (Exemplo: corrida ou musculação para os membros inferiores). Não só recomendo, quando sou um utilizador frequente deste tipo de equipamento. São notórios muitos benefícios que também têm vindo a ser comprovados através de alguns estudos científicos. Poderemos dividi-los em dois grupos:

Benefícios Fisiológicos – A compressão exercida vai facilitar o retorno venoso. Quando o sangue abastece os músculos com o oxigénio necessário depois tem de voltar a subir para remover substâncias que decorrem do metabolismo, tais como o dióxido de carbono e o ácido láctico. Por vários motivos, mas principalmente pela ação da gravidade, o sangue tende a ficar acumulado nas pernas. A compressão vai fornecer uma importante ajuda para que o sangue suba mais depressa, facilitando todo o sistema cardiorrespiratório. A compressão ainda é mais importante quando se trata de alguém com problemas de vascularização periférica (Ex.: pessoas com problemas de varizes).
Benefícios Mecânicos – A compressão vai manter os músculos “no lugar” e alinhados, evitando que haja vibração muscular. Assim, com estes equipamentos garantimos que os músculos se mantêm alinhados com a linha de tração muscular, otimizando a eficiência mecânica no músculo. Para além disso, minimiza vibração muscular que provoca desconforto e, por vezes, até dor ao nível dos gémeos. É aconselhado evitar esta vibração, principalmente em pessoas que praticam corrida de longa duração ou pessoas que tenham uma massa muscular volumosa ao nível dos gémeos.

Para além disso, existe também o evidente benefício térmico, associado ao simples facto da meia proteger os músculos dos membros inferiores, mantendo-os a uma temperatura ideal para a prática de exercício físico. Todas estas vantagens vão fazer com que ocorra menos dor muscular durante e após o treino/prova, levando que haja um aumento da performance e uma melhor recuperação devido ao aumento da tolerância ao esforço.”

Autor: Tiago Pereira - Licenciado em Ciências do Desporto, Ramo Exercício e Saúde (Faculdade de Motricidade Humana). Pós-Graduado em Gestão de Ginásios e Health Clubs (Universidade Lusófona). Health and Fitness Specialist (American College of Sports Medicine). Treinador Pessoal e Diretor Técnico do Health Club H2Ovita. Co-autor do blog Proactive Project http://proactiveproject.org/

"Os nossos pés são estruturas surpreendentes. Eles são o suporte para a nossa corrida. Com inúmeras peças móveis, os nossos pés são constituídos por 26 pequenos ossos (25% dos ossos do nosso corpo está nos pés). Além disso, os pés contêm mais de 100 músculos.

A base para os corredores começa com as nossas meias (que são frequentemente ignoradas). Nos últimos três anos, eu tenho vindo a usar meias de compressão graduada que envolvem os meus gémeos."

Tradução do artigo “Feet Are The Foundation”, http://blog.onemilerunner.com, May 2012
Autor: David O'Meara – Treinador, orador, autor e atleta reconhecido mundialmente. David O’Meara websites: www.omearaprocess.com / www.motivationalspeakers.ws